Notícias

Paulo Guedes reafirma posicionamento da Auditar contra redução de salário dos servidores

O Ministro da Economia enfatizou que ainda não é o melhor momento para tal medida
Comunicação Auditar
30 de março de 2020 às 18:52

 

Em uma “live” com os sócios da XP Investimentos, no último sábado (28), o ministro da Economia, Paulo Guedes, corroborou o posicionamento da Auditar no sentido de não cortar os salários dos servidores públicos. Durante a transmissão ao vivo, Guedes afirmou que a medida não vai auxiliar na solução do problema da crise ocasionada pela pandemia do coronavírus.

 

“Não me atrai essas sugestões deflacionárias em um momento em que se injeta liquidez na economia pegando o funcionalismo e tirando dinheiro”, disse.

 

Paulo Guedes enfatizou ainda que não é o melhor momento para tal medida e que tirar o dinheiro de circulação, seja do funcionalismo público, seja de empresas, não é uma boa alternativa. “Eu não acho macroeconomicamente que faça sentido isso, seja tirar o salário do funcionalismo, seja tirar impostos adicionais agora”, reafirmou.

 

A Auditar defende que não haja redução na oferta dos serviços públicos, bem como na remuneração dos servidores, pois isso certamente agravaria a crise, bem como deixaria a população numa condição ainda mais delicada de desamparo social diante do péssimo cenário econômico e do avanço dessa pandemia que assola o mundo. Para isso a Associação trabalha em conjunto com demais entidades, autoridades do TCU e demais órgãos nessa empreitada.

 

De outro lado, a entidade reforça que o serviço público deve ser, cada vez mais, valorizado, estruturado e aperfeiçoado, para melhor assistência da população, na medida em que é ele quem chega onde a iniciativa privada não tem interesse ou vocação, o que fica evidente em momentos de fragilidade como o que vivenciamos no presente.

 

A Associação está acompanhando de perto todos os movimentos no governo e no Congresso Nacional e pede à categoria para continuar mobilizada.

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2019
Total de visitas: 4.744.569 (Desde 06/2010)