Notícias

Terceiro dia do VIII Congresso dos Auditores apresenta ideias inovadoras com uso de inteligência artificial e tecnologia aplicadas ao Controle Externo

As exposições possibilitaram ricos debates e valorizaram a atuação dos Auditores
Comunicação Auditar
27 de abril de 2022 às 16:08

Uma manhã com diversas exposições que apresentaram como o Tribunal de Contas da União (TCU) tem feito uso da inteligência artificial para auxiliar no trabalho dos servidores voltado para o Controle Externo. O terceiro dia do VIII Congresso dos Auditores do TCU (20 de abril), realizado no resort Costão do Santinho, em Florianópolis, proporcionou ricos debates e valorizou a atuação dos auditores, que cada vez mais estão se aperfeiçoando para trazerem inovação para dentro do órgão. CONFIRA AS FOTOS DO EVENTO AQUI

 

Os painéis foram moderados pelo Secretário da Sefip, Wesley Vaz, que destacou o cenário que os servidores estão vivendo e as mudanças que os aguardam em um futuro próximo. “Eu quero que esses casos sejam vistos por vocês como oportunidade de saber o que vem por aí. O que a gente vai ver hoje vai parecer ficção científica, mas certamente, em um futuro próximo, vai parecer somente um passo necessário para que a gente esteja em um patamar muito superior no futuro”, disse o secretário.

 

A manhã de exposições teve início com a apresentação da ideia inovadora vencedora da categoria “Controle Externo”, que analisou grandes bases de dados e utilizou a inteligência artificial para seleção de objetos de controle. O trabalho é de autoria dos auditores Valéria Amaral, Cláudia Vieira e Rafael Bittencourt.

 

Valéria Amaral iniciou a explanação fazendo um breve relato histórico de como surgiu a ideia do trabalho, pontuando os desafios, fontes de insumo e resultados. A ferramenta utilizada analisa, entre outras coisas, milhares de pregões e seleciona aqueles que podem ter indícios de irregularidades.

 

Rafael Bittencourt apresentou outra parte técnica. De acordo com ele, embora o sistema facilite e aprimore o trabalho do auditor do TCU, o olhar humanizado dos servidores é imprescindível para garantir o sucesso na auditoria.

 

“Isso aqui é a parte auxiliar. A gente não tira a parte humanizada do Auditor. Isso aqui nos dá um olhar direcionado, que permite olhar para uma base de dados gigante e nos poupa de olhar manualmente milhares de pregões”, pontuou o auditor.

 

Em seguida, o auditor Aloísio Dourado Neto apresentou o trabalho sobre a “Inteligência Artificial aplicada ao Controle – o caso da Sefip”. Dourado Neto traçou um panorama de como o TCU tem lançado mão da inteligência artificial para melhorar os seus processos de trabalho.

 

De acordo com ele, o uso de IA tem colaborado muito com o sucesso do trabalho dos auditores, facilitando a rotina e aumentando a importância do trabalho intelectual.

 

“E são os próprios auditores beneficiados pelo aumento da qualidade do trabalho quando implementam esse tipo de ferramenta”, pontuou Aloísio Dourado Neto.

 

Dando continuidade à manhã de exposições, o auditor Klauss Henry Nogueira apresentou o painel “Inteligência do Controle: identificação, extração e sistematização de informações”. Klauss iniciou sua exposição com o seguinte questionamento: “como seria viver sem memória?”.

 

Durante sua exposição, o auditor falou da importância do compartilhamento contínuo de dados entre os auditores, para melhoria das fiscalizações e para garantia de um trabalho de combate à corrupção cada vez mais eficiente. “O que eu sempre proponho: dados transparentes com acesso para todos”.

 

Homenagem aos ex-presidentes

 

Ainda no período da manhã o Congresso reservou espaço para homenagear os ex-presidentes da Auditar presentes no evento. Receberam a comenda da associação os auditores Marcos Valério Araújo, Raimundo Coutinho, Henrique Ziller, Paulo Martins e Wederson Moreira.

 

O atual presidente da Auditar, Eduardo Rezende, fez questão de parabenizar todos os ex-presidentes pelo trabalho desempenhado. “Se chegamos aqui com êxito, foi fruto do trabalho de vários colegas que se empenharam em gestões diferentes. Fica aqui o agradecimento pelo trabalho contínuo da gestão. Vocês construíram a Auditar que existe hoje”, enalteceu.

 

Diretoria Jurídica

 

No final do terceiro dia do evento, o diretor Parlamentar e Jurídico da Auditar, Wederson Moreira, e o advogado Dr. Éder Machado Leite, fizeram explanação sobre as demandas administrativas e judiciais em andamento em benefício dos associados, como quintos, Funpresp e outros.

 

No período da noite foi realizado jantar de encerramento, que abriu espaço para música, dança e muita alegria. Confira as fotos do evento no flickr da Auditar.

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2021
Total de visitas: 8.202.219 (Desde 06/2010)