Notícias

Audiência sobre teletrabalho no TCU aprova criação de grupo para colher sugestões e apresentar proposta

A audiência ainda foi palco para discutir outros temas importantes sobre o teletrabalho como: limites, modelo híbrido, liberdade das chefias para adoção de critérios, produtividade, saúde mental e outros.
Comunicação Auditar
07 de outubro de 2022 às 10:26

A audiência realizada em parceria pela Auditar e pelo Sindilegis, nesta quinta-feira (6/10), aprovou a criação de um grupo de trabalho que será responsável por apresentar sugestões para o aperfeiçoamento do modelo. A previsão é que esse grupo seja criado até 9 de outubro, com representantes das duas entidades e dos servidores.

 

A audiência ainda foi palco para discutir outros temas importantes sobre o teletrabalho como: limites, modelo híbrido, liberdade das chefias para adoção de critérios, produtividade, saúde mental e outros.

 

De acordo com o presidente da Auditar, Eduardo Rezende, a ideia é que o modelo a ser sugerido ao Tribunal seja elaborado de forma transparente, criteriosa e que atenda grande parte das demandas dos servidores. “Vamos construir essa proposta de modelo de teletrabalho com a efetiva contribuição dos colegas”, pontuou.

 

O evento contou com a participação do Diretor de gestão estratégica de pessoas, André Anderson, que traçou um panorama histórico sobre a situação do teletrabalho no Tribunal, pontuando os avanços por que tem passado o modelo atual.

 

Para Alison Souza, presidente do Sindilegis, a ideia é que o novo modelo traga mudanças positivas para todos os servidores: “não vamos aceitar retrocessos”, enfatizou.

 

Os servidores puderam tirar dúvidas presencialmente ou por meio do chat no canal do Youtube. Haverá novas reuniões para apresentar as propostas do grupo aos demais servidores e à Administração do TCU.

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2021
Total de visitas: 11.683.937 (Desde 06/2010)