Notícias

'Houve erro em obra de viaduto', diz prefeito

O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), afirmou que o desabamento do viaduto em construção ocorreu, 'certamente', por um erro 'de projeto ou construção'. A obra integra o PAC 2 COPA - mobilidade urbana.
Folha de São Paulo
03 de julho de 2014 às 22:00

desabamento de um viaduto na capital mineira foi causado "certamente" por um erro "de projeto ou construção", disse o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB).

 

Em entrevista à imprensa na noite desta quinta-feira (3), Lacerda afirmou ainda que "acidentes como esse infelizmente acontecem" e que o o momento é de "lamentar" o ocorrido, mas que as responsabilidades serão apuradas.

"Não sabemos se é falha de projeto ou de construção. Serão feitas todas as perícias, um inquérito policial será aberto e essa análise será feita com cuidado", disse.


Segundo o prefeito, além da motorista do ônibus, o motorista de um carro de passeio que já foi identificado também morreu com a queda da estrutura. O prefeito informou que, "em duas horas", a vítima será retirada do carro.


A Secretaria de Saúde, no entanto, afirmou que a morte do motorista do carro ainda é "presumida", uma vez que as equipes de resgate ainda não conseguiram chegar ao interior de um dos carros atingidos pelos escombros. Com isso, apenas uma morte estaria confirmada.

 

O prefeito disse que 19 pessoas ficaram feridas, duas delas de "gravidade moderada", que passaram por cirurgia. A prefeitura decretou três dias de luto na cidade.


O prefeito disse ainda estão sendo tomadas providências para demolir o viaduto, o que permitirá a abertura de "uma ou duas pistas" da avenida ao tráfego. Mas, antes, afirmou, o carro que ficou preso será retirado dos escombros.


Questionado, o prefeito afirmou que o projeto e a construção do viaduto foram acompanhados pela prefeitura. "O projeto foi feito por uma empresa de tradição, renomada, que ganhou licitação. Houve um erro, certamente, mas o inquérito vai apurar as responsabilidades."


DESABAMENTO

O viaduto desabou por volta das 15h e atingiu quatro veículos que passavam pela avenida Pedro 1º.


Os bombeiros confirmaram apenas uma morte, uma vez que ainda não conseguiram acessar o interior de um dos carros atingidos. O prefeito, porém, confirmou por volta das 19h, que duas pessoas morreram. Também foram atingidos pela estrutura um carro e dois caminhões que trabalhavam nas obras.


A obra da prefeitura integra uma das linhas do BRT (via rápida de ônibus) criadas para a Copa, e é financiada pelo governo federal, por meio do PAC da Copa.


O contrato da obra foi vencido pelo Consórcio Integração, formado pela Cowan e pela Delta. Essa última, no entanto, deixou o consórcio oficialmente em julho de 2012 (após ter acertado a saída um mês antes). Com isso, a obra ficou sob a responsabilidade apenas da Cowan.


Procurada pela reportagem, a construtora afirmou que "lamenta profundamente". "Neste momento, a prioridade é o apoio às vitimas e aos familiares. A empresa informa que já enviou ao local a equipe técnica para iniciar as investigações", disse em nota.


Leia mais em:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/07/1480661-prefeito-de-bh-diz-que-certamente-houve-erro-em-obra-de-viaduto.shtml

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2019
Total de visitas: 4.651.777 (Desde 06/2010)