Notícias

Sérgio Moro é o novo campeão do Prêmio Alfredo Valladão

O juiz federal, reconhecido pelo trabalho desempenhado à frente da Operação Lava Jato, foi o candidato mais votado entre os finalistas. O procurador Júlio Marcelo e o auditor Rainério Rodrigues ficaram em segundo e terceiro lugar
Comunicação AUDITAR
05 de dezembro de 2016 às 17:52


Sérgio Fernando Moro é o novo vencedor do Prêmio Alfredo Valladão de Zelo pela Coisa Pública em 2016. O juiz federal, que ganhou notoriedade internacional ao comandar o julgamento em primeira instância dos crimes identificados na Operação Lava Jato, foi o candidato mais indicado na primeira etapa da premiação pelos colaboradores do TCU e também o mais votado entre os seis finalistas. O segundo e o terceiro lugar ficaram com Júlio Marcelo de Oliveira, procurador do Ministério Público junto ao TCU, e Rainério Rodrigues Leite, auditor do Tribunal.

 

O procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol, o Departamento de Polícia Federal e o senador Reguffe também estavam entre os seis candidatos mais indicados e, portanto, finalistas ao Prêmio. Cada colaborador do TCU pôde indicar até três nomes de cidadãos ou entidades que se destacaram no combate à corrupção.

 

A solenidade de premiação prevista inicialmente para o dia 9 de dezembro, quando é comemorado o Dia Internacional de Combate à Corrupção, foi adiada para o mês de janeiro. A nova data será definida em conjunto com os vencedores e comunicada posteriormente. Na ocasião, Sérgio Moro receberá o Prêmio da Auditar, além de uma comenda de honra ao mérito, que será entregue aos três candidatos mais votados em reconhecimento aos serviços prestados no combate à corrupção.  

 

Ministro Alfredo Valladão - O Prêmio, que leva o nome do ministro do TCU Alfredo de Vilhena Valladão, foi criado em 1990 pela União dos Auditores Federais de Controle Externo (Auditar) e reinstituído vinte e três anos após sua última edição pelos atuais presidente e vice da associação, Paulo Martins e Regis Machado.

 

O objetivo é estimular novos cidadãos e entidades a se engajarem na luta pela criação de uma identidade nacional caracterizada pela integridade e pela intolerância com a corrupção sob todas as formas. “Nunca foi tão importante premiar a lisura e retidão de caráter e o compromisso com a coisa pública”, ressaltou Paulo Martins.

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2019
Total de visitas: 4.911.836 (Desde 06/2010)