Notícias

Sindilegis e Auditar reúnem-se com equipe de transição do TCU

Dirigentes apresentaram dúvidas e sugestões para a nova reestruturação das Regionais do Tribunal
Auditar
19 de novembro de 2018 às 13:20

Na manhã do dia 14, comissão da Auditar e do Sindilegis, constituídos pelos servidores Alison Souza, Eduardo Rodovalho, Evaldo Araújo, Leandro de Brum, Maurício Ramos e Simone Barbosa, reuniu-se com a equipe de transição constituída por Maurício Wanderley, Paulo Wiechers e Luiz Henrique Pochyly, que assumirão respectivamente a Segepres, Segecex e Segedam no próximo biênio.​


A reunião foi realizada a pedido das entidades para tratar do novo modelo de gestão do Tribunal (União 202, de 8/11/2018). A comissão destacou a importância de que as alterações fossem realizadas de forma transparente e participativa e apresentou as preocupações e possíveis riscos colhidos juntos aos servidores, enfatizando que as mudanças anunciadas provocaram inquietações e dúvidas em relação à existência das Unidades nos Estados e principalmente em relação ao exercício do Controle Externo no âmbito local e regional.

Representantes da Auditar e do Sindilegis reuniram-se com a equipe de transição

Em razão das indefinições ainda existentes e considerando a importância e magnitude das alterações propostas, a comissão da Auditar e do Sindilegis colocou a necessidade de constituir Grupo de Trabalho para melhoria do modelo proposto, e que nas discussões fossem consideradas:

  • A realização de amplo levantamento das necessidades, potencialidades, projetos e processos de trabalho de todas as Unidades do Tribunal;
  • A apresentação de soluções alternativas ao modelo, considerando os avanços tecnológicos, os resultados positivos advindos da atuação da Coestados neste biênio, a possibilidade de adoção de estruturas flexíveis que possibilitem a atuação em Rede e Núcleos especializados;
  • A importância da presença do TCU nos Estados, por meio da manutenção das Secretarias de Controle Externo, realizando-se os ajustes necessários para a melhoria da eficiência e para o atingimento da Missão do Tribunal;
  • A valorização dos Auditores de Controle Externo e sua alocação prioritária na Segecex;
  • A valorização dos TEFC, AUX e AUFC-ATA, de modo que contribuam para a melhor eficiência do Controle Externo;
  • A necessidade de melhoria do processo de Planejamento de Controle Externo do TCU, especialmente quanto à coordenação e articulação das estratégias e ações de controle.

A equipe de transição foi bastante receptiva com os representantes das entidades e informou que o novo modelo está em construção e que levará em conta os riscos e oportunidades trazidos pela Auditar, pelo Sindilegis, pelos dirigentes e por todos os servidores, e que serão formados Grupos de Trabalho para avaliar sugestões e eventuais melhorias ao modelo que está sendo proposto.


A comissão das entidades agradeceu e ressaltou a necessidade de que as atividades dos GTs fossem realizadas de forma participativa e transparente.


A Auditar e o Sindilegis continuarão acompanhando o processo de mudança, bem como colhendo dos servidores opiniões sobre os riscos, oportunidades e alternativas à proposta da equipe de transição, acreditando que a construção conjunta trará melhorias ao modelo, com valorização do servidor e atuação mais eficiente do Tribunal.  

Reunião prévia entre representantes da Auditar nos Estados

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Convênios
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2018
Total de visitas: 4.293.635 (Desde 06/2010)