Notícias

Associado da Auditar lança obra sobre auditoria e contabilidade no setor público

Confira a entrevista na íntegra
Comunicação Auditar
29 de setembro de 2021 às 14:42

O auditor do Tribunal de Contas da União e associado da Auditar Laércio Mendes Vieira, autor da obra intitulada Auditoria Contábil-Financeira no Setor Público, conversou com a Auditar e tirou as principais dúvidas dos leitores sobre a publicação. Laércio Mendes, que tem uma vasta experiência em temas de auditoria contabilidade, orçamento e finanças públicas no Controle Externo e Interno, avalia que o livro será um grande aliado para profissionais, estudantes e estudiosos de áreas contábeis, administrativas e econômicas.

 

Dividida em três partes, a obra apresenta os fundamentos basilares relacionados à auditoria contábil-financeira no Setor Público, que incluem conhecimentos conceituais e introdutórios sobre auditoria governamental. Na segunda parte, traz conhecimentos sobre a técnica de auditoria, incluindo o processo de auditoria, o planejamento, a execução, a comunicação de resultados e a gestão de riscos. Na terceira, há explanação sobre os relatórios financeiros de propósito geral e específico no âmbito do setor público.

 

O livro está disponível para venda no site da editora Gestão Pública (https://www.gestaopublica.com.br/). Confira a entrevista na íntegra abaixo.

 

Qual o objetivo com o lançamento da obra?


Frequentemente me ressentia da ausência de uma publicação que pudesse auxiliar na busca de conhecimentos e informações, de forma compilada, sobre teoria, técnica e prática de auditoria governamental na modalidade contábil-financeira (ou apenas auditoria financeira, como denomina a Intosai). Minha experiência na elaboração de materiais e apostilas sobre a matéria, em conjunto com a vivência de lecionar em salas de aula ao longo de vários anos, me encorajou à decisão de reunir esse conhecimento em uma única publicação. A obra foi alicerçada na moderna forma de atuação da auditoria baseada em riscos e atualizada com as normas da Intosai e do TCU, em determinados pontos, também com a jurisprudência da Corte de Contas.


Qual o público-alvo? O que eles podem esperar?


Almejo compartilhar o conhecimento presente nesta publicação com um público diverso, como imprensa, profissionais, estudantes e estudiosos de áreas contábeis, administrativas e econômicas, bem como as pessoas que queiram elucidar incertezas sobre aspectos importantes dessa temática.


Quanto aos profissionais e técnicos, é uma leitura importante para aqueles relacionados às áreas de auditoria governamental e de auditoria contábil-financeira de Tribunais de Contas, Auditorias-gerais e Controladorias de todos os entes da federação e unidades de auditoria interna.


Também os aspirantes ao ingresso no setor público poderão recorrer a este livro para adquirir conhecimentos essenciais ao alcance desse objetivo, particularmente para aqueles que queiram prestar concurso público para o Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunais de Contas estaduais e municipais, Controladoria-Geral da União (CGU), bem como o equivalente em níveis estaduais e municipais, e auditorias internas.


Os leitores podem esperar uma compilação de fundamentos, técnicas e aplicações, resultado de muito engajamento e de idealismo pessoal em acreditar que o conhecimento contábil e a educação em finanças públicas devem ser disseminados em prol de uma sociedade mais justa e solidária.

 

Quais foram os principais desafios durante a elaboração do livro?


Todos que se envolvem em uma empreitada como esta sabem as dificuldades típicas do escritor, principalmente o cansaço em virtude das longas jornadas de trabalho paralelas. Foram aproximadamente quatro anos desde a concepção, reunião de material, escrita, revisão e publicação, com o acréscimo desafiador de uma pandemia que me forçou a suspender o projeto próximo do fim.


Já havia escrito capítulos isolados em três livros anteriormente (Dívida Pública: A Experiência Brasileira, Estudando Teoria da Contabilidade e Economia Pública Brasileira) e sido coautor em outra obra (Controle dos Gastos Públicos no Brasil), em todos os casos em conjunto ou sob a coordenação de outro autor. Contudo, redigir um material sozinho é muito mais difícil. O alento é que, na prática, nunca se está desacompanhado. A concepção de uma obra acadêmica sempre está inspirada na experiência pedagógica e na lembrança dos questionamentos, necessidades e indagações dos alunos. Por isso, fiz questão de grafar um agradecimento no livro a todos os amigos, colegas, alunos, e professores que, direta ou indiretamente, contribuíram para os mais de vinte e cinco anos de experiência profissional que resultaram nesta obra. Como não poderia deixar de ser, destinei um reconhecimento especial aos colegas do TCU, cuja convivência cotidiana muito me enriquece e estimula.

Sou associado
E-mail ou Usuário(ID):
Senha:
Fórum da AUDITAR
 
Consultoria Jurídica
Twitter   Facebook   RSS
AUDITAR © 2021
Total de visitas: 11.684.035 (Desde 06/2010)